sábado, 22 de fevereiro de 2014

Lilienthal - “A partida que mudou minha vida”




Lilienthal, A. - Capablanca, J.R.
Hastings, 1935
A partida que mudou minha vida” (Lilienthal), posição após 19. Dxe4
Vamos começar com uma pequena história verídica para ilustrar como é famosa a posição acima. Em 1992, o reaparecido Bobby Fischer reconhece um senhor de 80 anos de idade acompanhando o famoso match revanche contra Spassky. Fischer, então, vai ao encontro dele e, sorrindo, cumprimenta-o da seguinte forma: “peão e5 toma cavalo em f6”. Tratava-se do Grande Mestre húngaro Andor Lilienthal!

Além da beleza do sacrifício de Dama, a partida é famosa por ser uma das pouquíssimas derrotas do lendário José Raul Capablanca em torneios oficiais. Mas, como afirmou Henry Golombek quando comentou esta partida, uma derrota assim “honra até um campeão do mundo”. Em toda a sua carreira, Capablanca perdeu menos de cinquenta partidas oficiais.

Em entrevista à revista holandesa New in Chess em 1997, Lilienthal disse que, apesar de não ser sua melhor partida (já que contou com um erro de Capablanca), foi ela que mudou sua vida. Por causa desta vitória, ele foi convidado para participar do forte torneio de Moscou no mesmo ano e acabou permanecendo por lá, escapando assim do nefasto destino que os judeus húngaros teriam nos anos da II Guerra Mundial.

O encanto desta posição é o brilhante sacrifício de dama que desmonta a posição de Capablanca, forçando-o a abandonar alguns lances depois. A partir do diagrama, a continuação é 20. exf6! Dxc2 21. fxg7 Tg8 22. Cd4! com a ameaça de mate, as negras são forçadas a devolver a Dama e entrar numa posição perdida 22. … De4 23. Tae1 Cc5 24. Txe4+ Cxe4 25. Te1 Rd7 26. Txe4 e as negras abandonam.

Nenhum comentário: